Curso de Parapente

Curso Básico de Parapente

Atualmente o Voo Livre de Parapente é o esporte que mais cresce no Brasil. Voo de Parapente o Paragliding é o mais novo e excitante esporte aéreo em ascensão no mundo. Na Europa, atualmente são mais de 500.000 praticantes do esporte.
Ao contrário do paraquedismo, o voo de paraglider (parapente) só acontece se o mesmo estiver aberto. Você não vai saltar de um avião, mas sim decolar de uma montanha. Enquanto o paraquedas só desce, a grande sensação do parapente é subir o mais alto possível e voar grandes distancias. O parapente permite que voce voe por várias horas sem uso de motor e consiga percorrer muitos quilometros. O equipamento para a pratica do Voo de Parapente é simples e prático, e vem em uma mochila que pesa em média 22 a 25 quilos, o que torna o transporte do equipamento bem fácil. Voce tem completo controle e total dirigibilidade, o que torna o prazer de voar indescritível. Ao se voar de parapente você tem a sensação de PAZ e a tranquilidade pois voces está em contato constante com a Natureza.
A melhor e mais segura maneira de se aprender a voar, é procurar uma Escola de Voo Livre para se obter o domínio e o conhecimento necessários para se praticar esse tipo de esporte, que pode ser praticado por qualquer pessoa independente de sexo e a partir dos 16 anos (com autorização dos pais ou responsáveis para quem tem mais de 16 anos e menos de 18).
Na Rota de Voo | Aventuras Radicais, voce terá a seu dispor instrutores  com grande experiência na prática do voo livre de parapente, instrução e voo duplo de instrução. Venha aprender a voar, e descubra um novo horizonte, uma nova rota em sua vida, uma nova possibilidade, a liberdade do Voo Livre!

Como é o curso?
Prático e teórico. Você irá aprender a pilotar uma aeronave (parapente) e em parapelo com a parte prática, você terá um bom ensinamento teórico. Estas aulas teóricas acompanham todo o curso a medida que o aluno se desenvolve. A parte prática começa com treinamentos no solo, onde o aluno pratica o controle do parapente, da inflagem da corrida (simulação de decolagem no plano), e dos movimentos pendulares. Após atingir um bom nível, ele começar a fazer pequenos ‘voos’ quase sem altura, quase sem sair do solo, em terrenos inclinados. Após este controle de voo, ele começa a decolar de pequenos morrotes, com cerca de 15 a 20m de altura. Após alguns voos de morrote o aluno já começa a fazer voos monitorados em rampas, sempre com acompanhamento dos instrutores por rádio, e sempre com um presente na decolagem (até 20º voo) , e um presente no pouso ( até 5º voo). A partir deste ponto se inicia a evolução técnica do aluno como piloto,  em como fazer voos seguros e com bom desempenho. É a parte mais longa do curso, e onde o aprendizado é mais intenso. E para deixar com água na boca, é também a melhor parte, onde a brincadeira fica boa!

Fases do Curso Básico de Parapente

Instrução – Fase I (OBRIGATÓRIA)
Na primeira etapa do curso pretende-se que o aluno conheça todo o equipamento e se adapte ao controle do parapente no solo. Este controle é necessário para decolar e pousar, mas é também em tudo identico ao necessário em voo. Após adquirir o controle necessário do parapente no solo o aluno passará a próxima fase, onde fará entre 10 a 20 voos de baixa altitude (morrote), de forma a adaptar-se ao voo, e para treinar as suas primeiras decolagens e pousos.

Etapas da Fase I
Conhecimento do Equipamento
Identificar Direção e intensidade do Vento
Checagem e conexão do equipamento
Inflagem Alpina e Invertida
Controle do parapente e Correções
Orelhas com o parapente sobre a cabeça
Assimétrica com o parapente sobre a cabeça
Caminhar com parapente inflado por percurso pré-determinado desviando de obstaculos (SLALON)
Provocar e interromper movimentos pendulares,
Correto Posicionamento do corpo para corrida e decolagem perfeitas
Montagem do Paraquedas Reserva
Simulação de Saque e Lançamento do Reserva no solo.

Teoria do Curso Básico de Parapente Aplicada Durante Fase I
AEROLOGIA: estudos dos ventos e seu uso prático no reconhecimento de rotores e condições de decolagem, voo e pouso.
AERODINÂMICA E DINÂMICA DE VOO: as reações da vela, vento relativo, deriva, stall,  manobras com o parapente, panes e como solucionar as panes.
REGULAMENTO DE TRÁFEGO: analisando as restrições de voo local, os espaços aéreos, e regras específicas de voo livre, como prioridades de pouso, ultrapassagens, subidas em térmicas, etc.
METEOROLOGIA APLICADA: estudo das nuvens e sua aplicação prática ao voo, microclima da sua região, direção geral dos ventos no seu local, rosa dos ventos, etc.
EQUIPAMENTOS E MATERIAIS: homologação de velas, seletes e suas aplicações, reservas adequados ao peso, equipamentos eletrônicos, equipamentos obrigatórios e conservação e manutenção de todo o material que você usa.

Instrução – Fase II (OBRIGATÓRIA)
Iniciação ao Voo Planado.
Voo Planado com altitude e distâncias suficientes para manobrar o parapente com relativa facilidade. Prática de controle do parapente no solo, decolagem em morrote e pouso
O Objetivo nessa fase é o aperfeiçoamento de controle do parapente que foi treinado no solo. Inicia-se os Voos planados de pequenas rampas (morrotes) e posteriormente a ida para rampa mais alta para o VOO SOLO. Pratica de conhecimentos teóricos de meteorologia básica, segurança, legislação aeronáutica, e regras de voo. Aprender a analisar e planejar um voo. Adquirir progressiva autonomia de voo. Avaliação das condições para decolagem segura

Etapas da Fase II
Elaboração de um plano de voo de para o voo a ser realizado.
Excecução do Voo de acordo com o Planejado
Executar Curvas Abertas e fechadas trabalhando os eixos de PITCH – ROLL – YAW
Aproximação para pouso em S – U – 8
Aproximação padrão para Pouso
Pouso com Perfeição

Instrução – Fase III (OBRIGATÓRIA)
Iniciação ao Voo Planado Dinâmico Térmico (Iniciação).
Voo em ascendente térmica permanência de voo usando as ascendentes originada numa encosta (Lift – Dinamica), falésia ou duna, por ação de vento laminar ou de restituição térmica, com distância confortável em relação ao terreno, obstáculos e tráfego (aéreo). O Objetivo nessa fase é aquisição de competências necessárias ao voo sem acompanhamento por parte do instrutor. Domínio do voo de térmicas e lift com durações longas. Aprendizagem de técnicas básicas de descida rápida. Complementação e aprimoramento de competências teóricas nas àreas da Meteorologia, Aerodinamica, Primeiros Socorros, Materiais, Legislação e Regras de Voo.
Durante toda essa fase o aluno estará o tempo todo sendo avaliado quanto a sua capacidade de tomar as decisões inerentes a Prática do Voo Livre, e só será liberado após o Instrutor tiver total certeza da sua capacidade de de julgamento e avaliação de todas as informações pertinentes a pratica do voo com TOTAL SEGURANÇA.

Etapas da Fase III (Check Prático)
Analise das Condições Meteorológicas e Micro-Meteorológicas da Rampa
Conexão e checagem do equipamento
Decolagem com total dominio do Equipamento
Voo de lift respeitando regras de tráfego e segurança
Voar térmicas respeitando regras de tráfego e segurança
Executar fechamento de orelhas
Executar pêndulos frontais de pouca inclinação
Executar pêndulos laterais de pouca inclinação
Curvas de 180º e 360º
Voo Térmico e Dinámico
Tecnicas de aproximação para Pouso
Pouso em area delimitada
Dobragem do paraquedas Reserva

Instrução – Fase de Aprimoramento (OPCIONAL – Não faz parte do Curso Básico)
Aprimoramento do Voo Térmico (Continuação)

Aperfeiçoamento da Técnica de Voo em ascendentes térmicas. Técnica de Enroscada, identificação de Gatilhos de Térmicas, alinhamento de Térmicas, CLOUD STREETS, Iniciação as Técnicas de CROSS COUNTRY.

Qual a duração do Curso?
O curso dura em média
de 3 a 6 meses, entre a fase de treino de solo e aulas teóricas e os voos acompanhados (Fase III), com aulas sempre aos sábados, podendo também ter aulas aos domingos em função da Condição Climática.
Essa duração depende também da disponibilidade do aluno, das condições climáticas e da sua capacidade de assimilação dos procedimentos e conteúdos ensinados. Durante todo esse período o aluno sempre será monitorado por um instrutor, seja na rampa, no pouso e também em voo.
O nosso compromisso é fornecer equipamento completo ao aluno até que ele complete o seu treinamento no Solo e Voo de Morrote, e só liberar o aluno  após ter concluído a Fase III (que ocorre com a conclusão de 20 voos monitorados), e estar 100% apto a voar sozinho em condições adequadas a sua capacidade técnica.
O Aluno deverá antes do seu 1º (primeiro) VOO, adquirir seu próprio equipamento, o qual deve ser comprado com a assessoramento dos Instrutores da Rota de Voo | Aventuras Radicais.
O Aluno deverá manter uma  boa frequência durante o curso, para a melhor assimilação da parte teórica e prática. O Curso tem duração máxima de 6 meses (descontando as semanas sem voo por causa de chuvas), ao término desse prazo o Aluno que não concluir o Curso deverá pagar o valor de custo de um  novo Curso Básico.

Qual o valor do Curso?
O custo do curso é o seguinte:

FASES OBRIGATÓRIAS
Fase I, II e II – R$ 4.000,00

Custo Total de todas as Fases do Curso Básico de Parapente (FASES OBRIGATÓRIAS) é de R$ 4.000,00 e pode ser pago a vista ou parcelado em 4 vezes de R$ 1.100,00 no cheque pré-datado ou Cartão de Crédito.

FASE OPCIONAL (APRIMORAMENTO)
Fase de Aprimoramento – R$ 400,00  a AULA/VOO (no mínimo 5 AULAS/VOOS)
Esse valor será pago em pacotes de 5 AULAS/VOOS, a vista em dinheiro ou em cheque ou Cartão de Crédito.

Onde são ministradas as aulas?
As aulas práticas de solo e teóricas são ministradas, em Cabo Frio (Praia das Palmeiras), São Pedro da Aldeia (Flexeira ou Praia da Teresa), e Saquarema (Sampaio Correia).
As aulas práticas de de voo são ministradas, em Armação de Buzios (Rampa de Tucuns),  e Saquarema (Rampa de Sampaio Correia).

Material Didático do Curso
Durante o curso o aluno deverá adquirir o Material Didático para Estudo. Indicamos os seguintes Livros:
Manual do Piloto de Parapente – MAPIL – Paulo Pinto
Parapente Iniciação – Mário Arque
Voando com Ciência, Voando com Consciência – Kurt W. Stoeterau
Manual do Parapente Obediente – Kurt W. Stoeterau

Equipamentos do Curso
Todos os equipamentos durante o processo de aprendizado no solo até a conclusão da fase de morrote é fornecido pela escola sendo da responsabilidade do aluno o uso de vestuário e calçado adequado á prática. Todos os nossos equipamentos usados na prática do voo, são novos ou semi-novos testados e revisados pelos fabricantes. Nosso curso prima sempre por um aprendizado embasado em SEGURANÇA.

Conclusão do Curso
Ao se matricular no Curso Básico de Parapente e antes de efetuar seu 1º (primeiro)  voo monitorado pelo(s) Instrutor(es)/Monitor(es), o aluno  deverá  obrigatoriamente  estar cadastrado no site da CBVL (Confederação Brasileira de Voo Livre) como Piloto “Aluno em Instrução” e se  afiliar a  um  Clube/Associação  de Voo Livre, fazer  o exame teórico  de  conhecimentos  para  a  Nivelamento  e aquisição da sua Habilitação de Piloto Desportivo NIVEL I, que será solicitado atraves do Clube/Associação após conclusão do Curso Básico de Parapente.
Atualizado em 01/01/2018- by ß¡¢ø еrø